Estamos próximos ou distantes do Espírito Santo?

Certa vez Paulo estava em Éfeso e encontrando alguns homens que acreditavam em Jesus, lhes perguntou: “Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé? Eles responderam: Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!”

Hoje não é diferente: há pessoas que creem em Jesus, mas que não fizeram uma experiência com o Espírito Santo, ou porque simplesmente não O conhecem ou porque acham que essa “coisa” do Espírito Santo é para um grupo restrito de “carismáticos” – referindo-se à Renovação Carismática Católica. Tal ideia é um equívoco, porque o Espírito Santo, é Deus. Ele é quem nos santifica, nos dando fé e força diante das intempéries da vida; além disso, é o Espírito Santo uma promessa do Pai que se cumpre por meio de Jesus em Pentecostes. Além disso, ao sermos batizados O recebemos e com Ele nascemos para a vida em Deus, o que se plenifica através de outro sacramento: O Crisma – diante do qual nos tornamos maduros na fé.

Note bem o leitor, que não invocar o Espírito Santo, mantê-Lo distante de nós é distanciar-se cada vez mais de Jesus, impedindo assim que Ele seja nosso Senhor. Não seria por distanciarmo-nos do Espírito Santo que não damos um testemunho coerente da fé que professamos, sendo ciumentos, invejosos, fofoqueiros e até mesmo vivendo uma vida dupla, agindo de uma forma na Igreja e fora dela de outra?

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *