Experimente a pleró!

“Procurai crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”. 2 Pedro 3, 18a

O versículo acima citado trás um pedido, um conselho, uma ordem. E penso que se encaixa perfeitamente em nossos dias, onde cada vez mais o ser humano busca conhecimento, crescimento, evolução… Tudo tem sido muito rápido. Em tempo recorde de apenas 48 horas cientistas brasileiros sequenciaram o genoma do coronavírus, sábado dia 30 de maio a Nasa em parceria com a SpaceX lançaram um foguete com dois astronautas rumo à estação espacial internacional e toda a viagem transmitida ao vivo pelo youtube; poderia citar aqui inúmeros feitos que mostram o extraordinário crescimento e conhecimento humano. Porém me ponho a refletir sobre o pedido feito por São Pedro, que me parece tão urgente: “Procurai crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”.

Certamente, São Pedro não era contra o ser humano buscar conhecimento. Mas ao pedir que busque o conhecimento de Jesus Cristo, queria ele dizer, que era preciso buscar o que verdadeiramente pode preencher, ou seja, o que a teologia chama de pleró (grego) – cheio transbordante. Ou seja, mais que cheio, um cheio que não para de encher e por isso vai transbordando e enchendo mais ainda, como um copo que você põe embaixo da torneira, que não somente enche, mas vai enchendo e transbordando, transbordando e enchendo.

Por mais que tenhamos conhecimento e é justo que o busquemos, ele pode até nos preencher por um tempo, por um momento, mas logo chegará alguém que demonstrará um outro ou maior conhecimento, deixando o meu para trás. Thomas Edison inventou a lâmpada e sempre será reconhecido por isso. Mas de lá pra cá quanta evolução sofreu a lâmpada… Mas voltemos ao pedido de São Pedro: “Procurai crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”, pois só este conhecimento pode me proporcionar a pleró, um conhecimento que não somente enche, mas vai enchendo e transbordando, transbordando e enchendo.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *