Como nos comportamos diante de pessoas más?

O profeta Jeremias, quando passando por um momento de grande perseguição, traído por pessoas que lhe eram muito próximas e ciente de que estava sendo injustiçado, não querendo se tornar igual ou pior àqueles que lhe fazem mal, entrega a Deus a sua causa, dizendo: “Senhor, Deus dos exércitos, vós que sondais o justo, e que escrutais os rins e os corações, concedei-me o poder de contemplar a vingança que deles ides tirar! Pois em vossas mãos depositei a minha causa”. Jeremias 20, 12

Na maioria das vezes, nosso comportamento se torna igual ou pior que o daqueles que nos fazem mal, quando tomados de ira, agimos sob impulsos de mágoa, ressentimento e desejo de vingança; procedendo assim, nada mais nos tornamos que iguais ou piores a quem age mal conosco. O sinal de superioridade é demonstrado, quando diante de acontecimentos proporcionados por pessoas más, não usamos da mesma moeda para lhes pagar.

A grandeza do profeta Jeremias se demonstra, quando no auge do sofrimento e cercado de pessoas mal intencionadas, ele os entrega a Deus para contemplar a vingança de Deus ou seja, a justiça de Deus. Jeremias está convicto de que, quem faz o mal pagará pelo mal que fez e que ele é superior a todos estes que o perseguem.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *