Jesus voltará?

“No que se refere à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa união com ele, nós vos pedimos, irmãos: não deixeis tão facilmente transtornar a vossa cabeça, nem vos alarmeis por causa de alguma revelação ou carta atribuída a nós, afirmando que o Dia do Senhor está próximo”. 2Ts 2,1-2.

Esta segunda carta de Paulo aos Tessalonicenses foi escrita logo após a primeira; provavelmente entre 50 e 52 d.C. (depois de Cristo). A carta tem o cuidado de orientar e acalmar a comunidade, por conta de alguns boatos sobre a vinda de Cristo e Seu julgamento. Já naquele tempo, haviam pessoas que semeavam o medo e a confusão.

O conselho dado por Paulo é o mesmo dado por Jesus: não sabemos nem o dia nem a hora. O que importa sobre este assunto, é cada um estar pronto, para que não seja pego de surpresa na hora do julgamento, pois certamente este haverá.

Um exemplo concreto é esta pandemia do coronavírus. Muitos dizem ser um castigo de Deus, outros pretendem que seja o fim do mundo e assim por diante. O que importa é que, com pandemia ou sem pandemia precisamos estar bem conosco mesmos e com os outros. Pois certamente quando o Senhor voltar ou se nós formos até Ele (ocasião da nossa morte), Ele nos perguntará se amamos. O amor será o grande critério. E a resposta nós a daremos ao Senhor.

E se Ele voltasse hoje e nos perguntasse se temos amado e que esta é a condição de nos unirmos a Ele no Céu, o que falaremos?

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *