Faça sua parte – semeie

O semeador saiu para semear a sua semente. Enquanto semeava, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada e os pássaros do céu a comeram. Outra parte caiu sobre pedras; brotou e secou, porque não havia umidade. Outra parte caiu no meio de espinhos; os espinhos cresceram juntos, e a sufocaram. Outra parte caiu em terra boa; brotou e deu fruto, cem por um”. Dizendo isso, Jesus exclamou: ‘Quem tem ouvidos para ouvir ouça’”. Lucas 8, 5-8

A parábola acima contada por Jesus, nos esclarece o papel do semeador, que é semear. Não é papel do semeador, escolher ou privilegiar terrenos.

Trazendo isso para uma realidade uma realidade humana, diremos que somos semeadores. A nós cabe semear boas sementes; se elas produzirão frutos, vai depender do terreno onde cairão. E nesse caso, o que importa é semear.

Certa vez levei o Padre Léo para conduzir um evento na Canção Nova, da cidade de Vitória da Conquista na Bahia. Na Missa de encerramento, no momento do ofertório ele fez um apelo para que as pessoas contribuíssem financeiramente com a Canção Nova e que não se preocupassem, pois aquele valor seria investido na evangelização. E se a Canção Nova fizesse mal uso, iria prestar contas a Deus, mas a pessoa que doou fez a sua parte. Aquela fala marcou muito a minha vida. Ela aconteceu a 23 anos atrás e ainda hoje ressoa em meus ouvidos, para que eu faça a minha parte; que eu não tenha medo de semear boas sementes. A produção dos frutos não deve ser preocupação minha.

Portanto, semeie: sorria, perdoe, ame, ajude, não deixe de votar nestas eleições, não desista de ser católico por causa do mal exemplo de alguém… semeie, faça sua parte.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *