Procrastinar: o péssimo hábito de “empurrar com a barriga”.

O evangelho de São Mateus nos conta que “quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. Jesus disse a eles: ‘Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens’. Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram“. Mateus 4, 18-20

Aqui chama atenção a palavra imediatamente. Tal palavra significa algo que acontece sem perda de tempo. Os irmãos Pedro e André responderam ao chamado de Jesus para que O seguissem, de forma imediata; julgando a importância daquele chamado, não quiseram perder tempo, ou seja, não procrastinaram.

Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois, “empurrar com a barriga”. E por incrível que pareça isso é muito comum. E causa no procrastinador sentimentos de fracasso, de frustração, de decepção consigo próprio. E como vencer esse mal? Seguindo o exemplo dos irmão Pedro e André: dar respostas imediatas. Respostas imediatas e não precipitadas. E qual a diferença? Agir de forma precipitada seria agir sem reflexão, sem medir as consequências e agir de forma imediata é refletir e dando o devido valor, não querer perder tempo.

Edson Oliveira

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *