Nas pequenas e nas grandes adversidades, olhe para o Alto!

SÃO JOÃO CÂNCIO

O santo de hoje, João Câncio nasceu no dia 23 de junho de 1390, no povoado de Kenty, na Polônia e viveu sempre na cidade de Cracóvia. Foi professor universitário durante a maior parte de sua vida, lecionando Filosofia e Teologia na Universidade de Cracóvia.

Seu grande objetivo como professor universitário era transmitir aos alunos, a ciência e a fé, dizendo que deve-se buscar o conhecimento “não à luz de uma ciência fria e anônima, mas como irradiação da ciência suprema que tem sua fonte em Deus”. Foi educador de príncipes e reis da Polônia e chamado de “Pai da Pátria”.

Tornou-se padre de profunda vida interior. Praticava o jejum e a penitência toda semana e, ao mesmo tempo, levava o amor e a alegria aos estudantes e aos mais  necessitados de Cracóvia.

Fez várias peregrinações para Roma e para a Terra Santa. Numa dessas peregrinações, foi vítima de assalto. Os ladrões exigiram que o santo lhes entregasse tudo que tinha e São João Câncio assim o fez. Depois perguntaram se o padre não estava escondendo alguma coisa e ele disse que não. Depois que os ladrões se foram, ele se lembrou que tinha umas moedas no forro de seu manto. Pegou-as, correu até os bandidos, entregou a eles e pediu desculpas por ter esquecido aquelas moedas.

Tanto nas pequenas como nas grandes adversidades, João teve sempre em mente algo de bem superior ao prestígio, à carreira e ao bem-estar materiais: “Mais para o Alto!” repetia sempre. Em todas as circunstâncias, só tinha Deus no seu coração, só tinha Deus na sua boca.

Depois de muitos anos lecionando e espalhando o amor de Deus, São João Câncio percebeu que sua morte estava se aproximando. Por isso, distribuiu aos pobres e andarilhos os poucos bens que ainda tinha. Depois, veio a falecer às vésperas do Natal do ano 1473.

Edson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *