Um odre novo – Uma mentalidade nova.

“Ninguém põe vinho novo em odres velhos; se o fizerem, o vinho os arrebentará e se perderá juntamente com os odres. Mas para vinho novo, odres novos” – Marcos 2, 22.

Os odres citados por Jesus, eram objetos feitos de pele de cabra, de couro, para guardar líquidos, especialmente vinho. Tal objeto era uma espécie de cantil. Estes eram muito resistentes e mantinham a temperatura do vinho muito agradável. Era forte, resistente e elástico; com isso, quando o vinho novo fermentava com o calor, liberava gases e espandia sua estrutura. O povo que vivia naquela região e escutava Jesus, sabia que era extremamente arriscado armazenar vinho novo em odre velho, pois ao fermentar espandiria a estrutura do odre que já estava em seu limite, perdendo assim o odre e o vinho.

Tal imagem utilizada por Jesus, mostrava àquelas pessoas, que elas precisavam abrir-se ao novo que Ele estava lhes trazendo e, para isso, precisavam mudar de mentalidade. A proposta de Jesus, o “vinho novo”, exigia uma abertura nova, “odres novos”; caso contrário, correriam o risco de não suportarem Seu ensinamento, o “vinho novo”.

Na prática, Jesus trás a urgência de uma mudança de mentalidade. A isto, a psicologia chama de mindset, que significa a maneira como uma pessoa pensa. O mindset é divido em fixo e de crescimento. Pessoas de mindset fixo, acreditam que as coisa têm que ser como são e pronto, não se abrem às novidades, ficam presas ao que aprenderam, não acreditam no esforço – acham que se esforçar é sinal de fracasso – buscam desculpas para algo que não deu certo e se sentem superiores. Enquanto isso, pessoas de mindset de crescimento, acreditam que obstáculos são oportunidades de superação, por isso, os desafios os movem, utilizando-se das limitações como oportuidades de superação e recomeço.

Jesus entende que os fariseus e doutores da Lei com seu mindset fixo, “odres velhos”, precisam para receber Sua doutrina, Seu ensinamento, o “vinho novo”, de “odres novos”, mentalidade nova, pois estavam presos à Lei, esquecendo do essencial: a Lei era para tornar o ser humano melhor e eles fizeram dela um instrumento de morte, um fardo.

Jesus veio trazer a liberdade às pessoas, falar de amor, de perdão, oportunizando a pessoas como Mateus, Madalena, Zaqueu, a mulher samaritana e tantos outros, um recomeço; provocando mudançade mindset, de mentalidade, como dito na carta aos Romanos: “não vos ajusteis a este mundo, e sim transformai-vos com uma mentalidade nova” – Romanos 12, 2 – Tradução: Bíblia do peregrino.

Jesus foi enfático : “Para vinho novo, odres novos” – Mude o mindset – Mude de mentalidade, saindo do fixo, “eu nasci assim, eu vivi assim, vou ser sempre assim”, para a mentalidade de crescimento, “vou tentar, vou dar uma chance, vou me esforçar, vou recomeçar”. Isso vale na família, no trabalho, na Igreja… e não é se rebaixar; é dar a si mesmo, a oportunidade de ser um odre novo – caso contrário, você vai se arrebentar e arrebentar outros.

Edson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *