Perdoar não é questão de número, mas de atitude.

“Pedro se aproximou dele (de Jesus) e disse: Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Mateus 18, 21

Até sete vezes – número da plenitude – totalidade – perfeição. Pedro fez esta pergunta, porque já estava agindo com misericórdia; pois na verdade, não é fácil perdoar uma mesma pessoa que nos ofenda por sete vezes seguidas. além disso, os Judeus observavam uma regra, que dizia que o perdão poderia ser dado até 3 vezes. Portanto, quando Pedro falou na possibilidade de perdoar “sete vezes”, estava certo que sua ação era altamente generosa. Porém, Jesus lhe diz: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete”, isto é, sempre! Sem condições sem hesitações. Perdoar não é questão de número, mas de atitude. Devemos perdoar quantas vezes forem necessárias (como Deus faz conosco).

Perdoar, não necessariamente significa esquecer! Muitas vezes iremos lembrar uma ofensa; mas será uma lembrança sem o desejo de vingança, sem raiva, sem permitir que esta domine nossas palavras, emoções, ações e reações. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *