Por que alguns se acham melhores que outros?

“Jesus lhes disse ainda esta parábola a respeito de alguns que se vangloriavam como se fossem justos, e desprezavam os outros: Subiram dois homens ao templo para orar. Um era fariseu; o outro, publicano. O fariseu, em pé, orava no seu interior desta forma: Graças te dou, ó Deus, que não sou como os demais homens: ladrões, injustos e adúlteros; nem como o publicano que está ali. Jejuo duas vezes na semana e pago o dízimo de todos os meus lucros. O publicano, porém, mantendo-se à distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem piedade de mim, que sou pecador!” Lucas 18, 9-13

A parábola acima é autoexplicativa. E o pior de tudo é ver que o ser humano “evoluiu” tanto, mas ainda há quem se ache melhor que o outro, por sua condição religiosa – por sua posição financeira – pela cor da pele – pela região que mora – pela profissão que exerce e assim por diante…

Quem assim vive, pensa ou sente, em nada evoluiu; regrediu.

Edson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *