Algum pecado lhe escravizou?

Jesus disse que “todo homem que se entrega ao pecado é seu escravo” (João 8, 34), ou seja: vive sob a influência do pecado em palavras, pensamentos, gestos e atitudes; até porque, o pecado se manifesta com uma roupagem boa e justa, como por exemplo, a pessoa que vive querendo levar vantagem em tudo, que engana os outros, que age com desonestidade e diz: “Imagina, isso não é nada. Os políticos roubam bem mais que isso”. Aqui existem duas falsas ideias: a primeira é que roubo é roubo. Quem rouba muito e quem rouba pouco, está roubando do mesmo jeito. A segunda ideia falsa é que todos os políticos roubam, pois nem todos roubam.

Enquanto vivermos, o pecado nos acompanhará. O que não pode é nos deixarmos escravizar, pois a pessoa escrava do pecado perde a noção do certo, do errado, do belo, do feio, do respeito ao próximo…

Edson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *