Projeto Epafras

Introdução – Projeto Epafras – 30 minutos para Deus

É preciso ter metas, objetivos concretos, ter roteiros, direcionamento… Um caminho a caminhar. É por causa disso que o Espírito Santo tem suscitado uma espiritualidade assim: Com rumo, com direção. Uma espiritualidade de quem sabe o que quer. Entendo que até para rezar precisamos ter esta experiência administrativa, organizada, para que o Espírito Santo possa realizar maravilhas na história. Foi assim, por exemplo, com Josué (Js 6,1-16). Deus deu a Josué um verdadeiro roteiro de oração. Aquele povo tinha um objetivo que era conquistar Jericó, mesmo sabendo ser isto, algo humanamente impossível.
Então vejamos como fica isto:
Planejamento: Ficar no acampamento com a Arca e cada dia dar uma volta na cidade.
Objetivo: Conquistar Jericó
Meta: Dar uma volta a cada dia e no sétimo dia dar sete voltas e tocar a trombeta
Probabilidade de acerto: Nenhuma
Resultado: 100%
Releia este texto da tomada de Jericó. É um verdadeiro roteiro de oração.
Quando São Paulo se refere a Epafras (Col. 4,12), é fácil perceber que este homem, tinha um verdadeiro projeto de oração. Era alguém que sabia o que queria que tinha uma meta clara na sua intercessão pelas pessoas: “Para que cumprais a vontade de Deus”. Certamente muitas Graças aconteciam com a intercessão de Epafras. Devem ter chegado aos seus ouvidos e a todos da Comunidade de Colosso, muitos testemunhos de pessoas agraciadas com este “fazer a vontade de Deus”.
Estas pessoas, como Josué e Epafras nos mostram que é preciso nos organizar bem na oração, tendo metas e objetivos claros. Diante desta realidade é que quero trazer o PROJETO EPAFRAS-30 MINUTOS PARA DEUS. Um verdadeiro projeto de oração ininterrupto, onde nossa oração é colocada numa caixa com tantas outras. Fazendo assim, com que nos unamos uns com os outros, para obtermos os favores de Deus, como o próprio Jesus nos ensina (Mt 18,19-20). Neste projeto cada um assume o compromisso de doar pelo menos 30 minutos do dia para Deus em favor de si próprio e de tantas pessoas. (Conf. Na pagina tal…). No Projeto Epafras, literalmente nos colocaremos na brecha, como o próprio Deus quer que o façamos (Ez 22,30). Que lindo! Até Deus quer que haja um projeto na nossa oração, Deus quer que literalmente O enfrentemos na oração. Qual é a grande meta de Deus neste texto? Que nos coloquemos na brecha. O objetivo: Enfrentarmos a Ele na oração, para que o povo pecador não pereça.
O Projeto Epafras existe para taparmos todas as brechas e obtermos para nós e para todo Seu povo os favores que Ele mesmo quer nos conceder.
O mundo está carente de pessoas que rezem, de pessoas que diariamente se coloquem na brecha em favor de alguém ou de alguma causa. Espero que esta leitura possa trazer a você um avivamento na oração.
Deus abençoe você!
“Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem”. Mt 7,11

Conhecendo Epafras:

Etimologicamente, o nome grego “Epafras” significa “muito desejável”
Se conhece pouco sobre Epafras. São Paulo fala dele três vezes na Escritura, porém. Ele foi o primeiro missionário e pastor dos Colossenses. De Epafras, Paulo tomou conhecimento tanto do amor espiritual como dos perigos da igreja de Colosso, que o levou a escrever uma carta aos Colossenses.

Epafras nos parece ter sido vítima da perseguição dos Romanos e lançado na prisão junto com Paulo. À medida que Paulo vai concluindo a sua carta, ele cita algumas características da experiência de oração de Epafras.

· Paulo nos mostra os relacionamentos nos quais a vida de oração de Epafras foi alicerçada:

1)No relacionamento com Cristo (“um servo de Cristo”)

2)No relacionamento com as pessoas de Colosso (“um deles”). Epafras pertencia a Cristo, e também pertencia à comunidade colossos. A vida de Epafras era uma contínua intercessão, doação e serviço.

De acordo com Paulo, Epafras tinha algumas necessidades, diante das quais a vida de oração dele era motivada. Aqui estão os princípios que conduziam suas súplicas pelos colossenses:

1) Para que eles fossem “conservados” — isto é, permanecessem firmes na verdade, nas doutrinas da graça, se opondo a toda doutrina contrária;

2) Para que eles fossem “perfeitos” — literalmente, “crescessem plenamente” — isto é, crescessem em maturidade espiritual.

3) Para que eles fossem “completos em toda a vontade de Deus” — isto é, cheios de obediência e certeza da vontade graciosa de Deus.

Paulo fala das características pelas quais a vida de oração de Epafras era marcada. São estas:

1) Um espírito de catolicidade zelosa: “Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e pelos que estão em Hierápolis”.

2) Um espírito de constância abundante: “Combatendo sempre por vós em orações”.

3) Um espírito de agonia que luta: “combatendo” — isto é, suas orações não eram apenas generosas, numerosas e contínuas, mas árduas também. Ele vivia engajado em na batalha espiritual.

Da vida de oração de Epafras o que podemos aprender?

1) Perseverar em verdadeira oração

2) Verdadeiros lutadores receberão muita oposição. Um escritor, Andrew Bonar escreveu: “A ordem de Satanás para os seus diabos é, ‘Não lute com pessoas grandes ou pequenas, mas somente com pessoas que oram’”.

3) A oração é um chamado para toda a vida, não importa em quais circunstâncias estejamos.

4) Nossa maior necessidade na igreja e como Igreja é por suplicantes e lutadores como Epafras.

Conhecendo a Cidade de Colossos:

Colossos ficava a sudoeste da Frígia, na Ásia Menor, às margens do rio Lico. A cidade foi importante no século V a.C. Depois foi perdendo sua importância diante do crescimento de Laodicéia, a 18 km, e Hierápolis (Col. 4.13). O livro de Apocalipse confirma que Laodicéia era uma cidade rica (Ap.3.18).
Colossos perdeu sua importância devido à mudança no sistema de estradas. Isso passou a beneficiar Laodicéia.
A cidade dos colossenses foi destruída no século 12 d.C. Escavações arqueológicas realizadas em 1835 descobriram um teatro e um cemitério da cidade.

Conhecendo a Igreja de colossos

A igreja em Colossos deve ter sido fundada por Epafras. Isso não está claro no Novo Testamento, mas parece ser uma dedução coerente com as palavras de Paulo (Col. 1.7,8). É provável que Paulo nunca tenha estado em Colossos. Isso é deduzido de Col. 2.1. Apesar de tantas questões incertas sobre a fundação da igreja, o que sabemos com certeza é que a mesma estava sob a liderança de Epafras, como também ocorria com as igrejas de Laodicéia e Hierápolis (Col. 4.12-13). O texto de Colossenses 4 e também o de Filemom 23 nos dão a entender que Epafras estava preso juntamente com Paulo, quando este escreve as chamadas “epístolas da prisão”: Efésios, Filipenses, Colossenses e Filemom. Essa circunstância comum às quatro cartas faz com que haja algumas semelhanças entre elas, principalmente entre Efésios e Colossenses (Exemplo: Ef. 6.21-22 e Col. 4.7,9 e Fm. 10 23,24).

O Projeto

Cl 4,12 – Saúda-vos Epafras, vosso concidadão, servo de Jesus Cristo. Ele não cessa de lutar por vós em suas orações, para que, numa perfeita e plena convicção, permaneçais plenamente submissos à vontade divina.
Peço que você releia este versículo muitas vezes. Até mesmo decore. Aí diz que este servo de Deus Epafras, não cessa de lutar na oração.
Como a Epafras, Deus nos convida a uma oração sem cessar. A nossa vida é uma verdadeira guerra espiritual. E como em toda guerra precisamos de armas, na guerra espiritual precisamos estar armados e armados espiritualmente. Precisamos lutar para alcançar os favores de Deus.
Cada um de nós tem “guerras”. “Guerras” estas que nunca serão vencidas por forças humanas, mas sim espirituais. “Guerras” que precisam de um assalto incessante de louvores, súplicas, clamores, adorações… ao Deus vivo e verdadeiro, sim a Ele que tem o controle de todas as coisas. E para vencermos estas “guerras” precisamos da Graça do orar sem cessar. E como é impossível rezarmos o tempo todo humanamente falando, trazemos até você o Projeto Epafras, que consiste em durante as 24 horas do dia, a nossa causa ser elevada até o Céu, sem cessar…
E como se dará isto: Vamos dividir o dia de 24 horas em 30 minutos de oração para cada pessoa. Bastariam 48 pessoas para preencher as 24 horas, mas é claro que quanto mais pessoas em um horário, será melhor, será mais oração naquele horário.
Teríamos metas: Iniciaríamos jornadas de 40 dias (lembrando A caminhada do povo de Deus no deserto, Jesus antes da vida pública). Sempre começando com uma Missa de entrega de todos os pedidos que colocaremos numa caixa de oração. E nossa intenção será sempre pelos pedidos da caixa de oração, onde é claro, estará o pedido de cada um de nós. Então seguiremos um roteiro de oração de exatamente 30 minutos. E sempre encerraremos com uma Missa de louvor, e ação de Graças a Deus, onde nesta mesma, iniciaremos outra jornada de 40 dias e assim sucessivamente.
Não entendi ainda o que Deus quer com isso, mas sinto que será um derramamento de Graças. Seremos os Epafras dos dias de hoje, homens e mulheres que oram sem cessar. “Digo-vos ainda isto: se dois de vós se unirem sobre a terra para pedir, seja o que for, consegui-lo-ão de meu Pai que está nos céus”. (Mt 18,19)
Para implantar o projeto Epafras é necessário pelo menos 48 pessoas que dediquem 30 minutos do dia à oração e à intercessão. E vai ser muito bom, pois é muito simples. Em casa mesmo cada um pode fazer sua oração. Por exemplo: As famílias podem colocar suas lutas e sofrimentos em oração. Todos rezando por aquela causa durante 40 dias. E até mesmo a cada 40 dias rezar por alguém da família. No trabalho também. Inclusive os padres nas paróquias convocando os fiéis a rezarem por situações concretas da Comunidade. Com os colegas dividir o tempo e intercederem por situações concretas. E o lindo do projeto Epafras é que um rezará por todas as intenções e todos rezarão pela intenção de um só, pois não esqueça: A intenção é sempre por aqueles pedidos que foram colocadas na Caixa de Oração.
E agora, mãos à obra, comece logo, reúna as pessoas e muita oração!!!
E por que Projeto? Porque é algo concreto, com meta, com objetivo, com determinação, que tem uma direção.
Deus inspirou também um roteiro de oração. É claro, cada um sinta-se livre: Nos seus 30 minutos, você pode rezar um terço ou outras orações. Porém, é importante seguirmos todos uma mesma oração.

Roteiro de Oração
Projeto Epafras – 30 minutos para Deus

Apresentação:
Nossa oração será da forma que segue: Invocação do Espírito Santo (Seqüência de Pentecostes), seguida de um bom momento de oração em línguas, pelo menos 5 minutos. Depois leia e reze o evangelho do dia (é importante estar sempre com uma Bíblia em mãos). Seja livre, mas gaste aí pelo menos 5 minutos também (É importante nesta leitura do Evangelho, perceber uma mensagem central e interceder especificamente. Por exemplo: Se o Evangelho fala de cura, interceda por aqueles que colocaram na Caixa de Oração pedidos de cura. A Palavra de Deus é rica e eficaz. Cada dia você terá uma inspiração para interceder no Projeto Epafras). Após o Evangelho temos uma oração de libertação e de vitória em Nome de Jesus (É importante proclamarmos a vitória de Jesus). Antes de finalizar, reze o terço de São José (Pois Ele é patrono da Igreja, homem de silêncio e de escuta, protetor de Jesus e de Maria, que com certeza nos protege e a todos que a Ele dirigem suas orações). E para encerrar, reze esta linda e eficaz oração à Nossa Senhora do Desterro.

Introdução:
Pelo sinal da santa Cruz, livrai-nos Deus Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém!

1) Seqüência de Pentecostes:
“Espírito de Deus, enviai dos céus um raio de luz! Vinde, Pai dos pobres, dai aos corações vossos sete dons. Consolo que acalma, hóspede da alma, doce alívio, vinde! No labor, descanso, na aflição remanso, no calor aragem. Enchei, luz bendita, chama que crepita, o íntimo de nós! Sem a luz que acode, nada o homem pode, nenhum bem há nele. Ao sujo lavai, ao seco regai, curai o doente. Dobrai o que é duro, guiai no escuro, o frio aquecei. Dai a vossa Igreja que espera e deseja vossos sete dons. Dai em prêmio ao forte uma santa morte, alegria eterna. Amém!”
2) Evangelho: Tenha a Bíblia em mãos, para saber qual é o Evangelho do dia.

3) Oração no Nome de Jesus:
No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus Cristo esmagou a cabeça da serpente
E derrotou o poder que ela tinha sobre nós
A vitória foi alcançada, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus Cristo despojou a morte de seu poder
E também nas nossas vidas e no nosso coração
Ele venceu a morte, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
O Cordeiro, o Leão de Judá venceu o poder de satanás
E o poder do pecado em nossas vidas
Jesus é o vencedor, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus pôs todos os inimigos sob Seus pés
Também nas nossas vidas o inimigo foi vencido
Jesus é o vencedor, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus veio para destruir as obras do diabo
Elas foram destruídas, pois Jesus é o vencedor, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus nos resgatou de todo o poder do pecado
Pois Ele diz: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”
Isto significa para nós: Estamos livres das algemas do pecado
Jesus é o vencedor, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Eu sei que o nosso Redentor vive, nos redime
E nos transforma em novas criaturas
Nós estamos livres, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus despojou os Seus inimigos publicamente
E os expôs ao desprezo triunfando deles na cruz
Jesus é o vencedor sobre qualquer poder do inimigo, Aleluia!

No nome de Jesus e nas Suas Chagas está a vitória
Jesus tem as chaves da morte e do inferno
Nunca mais algum inimigo nos poderá causar dano, Por mais furioso que se mostre
Jesus é o vencedor, Aleluia!

4) Terço de São José:

Inicia-se o terço com:
O Credo / Um Pai-Nosso / Três Ave-Marias / Um Glória

Seguir as orações substituindo o Pai-Nosso por:

Meu glorioso São José, nas vossas maiores aflições e tribulações, o Anjo não vos valeu? Valei-me São José!

Substituir a Ave Maria, por:
“São José, valei-me.”

Conclui-se o terço com este oferecimento:
“A vós, glorioso São José, ofereço este terço em louvor e glória de Jesus, Maria e a Vós, para que sejais minha luz, minha guarda, meu guia, proteção, defesa, amparo, fortaleza, alegria em todos os meus trabalhos, tribulações e agonias. Pelo nome de Jesus, pela glória de Maria, imploro o vosso poderoso patrocínio, para que me alcanceis a Graça que desejo. Falai em meu favor, advogai em minha causa, no céu e na terra. Alegrai a minha alma para a honra e gloria de Jesus, Maria e vossa, Assim seja!”

5) Oração à Nossa senhora do desterro:
“Ó Bem-aventurada Virgem Maria, mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo Salvador do Mundo, Rainha do Céu e da Terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos cristãos, protetora dos pobres, consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e viúvas, alívio das almas penantes, socorro dos aflitos, desterradora das indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais, da morte cruel dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhentos, dos maus pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas, do rigor do dia do juízo, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e maldições, dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.
Minha amada mãe, eu prostrado agora aos vossos pés, com piedosíssimas lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas, por vosso intermédio imploro perdão a Deus infinitamente bom. Rogai ao vosso Divino Filho Jesus, por nossas famílias, para que ele desterre de nossas vidas todos estes males, nos dê perdão de nossos pecados e nos enriqueça com sua divina graça e misericórdia.
Cobri-nos com o vosso manto maternal, ó divina estrela dos montes. Desterrai de nós todos os males e maldições. Afugentai de nós a peste e os desassossegos.
Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de todas as doenças, encontrar as portas do Céu abertas e convosco ser felizes por toda a eternidade. Amém.”

(Rezar 7 Pai-nossos, 7 Ave-Marias e 1 Credo ao Sagrado Coração de Jesus, pelas sete dores de Maria Santíssima).

Testemunhos:
A cada edição serão renovados, como no livro: Terço da libertação.

Bibliografia:
Cic
Bíblia Ave-Maria
Bíblia edição pastoral – Edições Paulinas
Lv Colocando-se na brecha – Madre Basiléia
Lv. Orações de poder – Editora Raboni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *